FaAC
UNISANTA

jornalismo
digital desde 1994

 

Editorias

Campus
Ciência/Tecnologia
Cultura
Geralis
Mídia
País
Regional
Saúde
International
Primeira página


O Online

Arquivo Online
U-Online WAP

Sugira uma pauta
Colabore
Escreva para nós
História
Parceria U-Wire
Expediente

 

 

 

Online
e-mail grátis


login
senha

Esqueceu a senha ?
Crie aqui seu e-mail

 

 

 

 

 

 

 

 

Caderno
Geralis

edição de
15.05 a 22.05
de 2004


imprima esta página
indique esta matéria para um amigo
Concurso Miss Brasil tenta resgatar brilho dos anos dourados

Ana Paula Miranda

Lívia MirandaCinqüenta anos depois de Martha Rocha se tornar uma das mulheres mais famosas do país, ao vencer o Miss Brasil 54 e ficar em 2º lugar no Miss Universo, o concurso continua sendo realizado e tenta recuperar o mesmo brilho que tinha em seus anos dourados, por volta da década de 60, quando o país inteiro parava para assistir o evento.

Este ano, os organizadores convidaram 28 ex-misses Brasil para prestigiar o concurso, que aconteceu no Credicard Hall, em São Paulo, e foi transmitido pela TV Bandeirantes. A vencedora foi a assessora de turismo e estudante de enfermagem Fabiane Nicloti, 19 anos, da cidade de Gramado, Rio Grande do Sul.

O concurso ficou 13 anos sem ser transmitido pela TV, voltando em 2002, e aos poucos tenta recuperar seu lugar na mídia e nos corações brasileiros. De certa forma, este lugar está sendo ocupado pelos desfiles das top models, que roubaram o prestígio das misses. Fabiane Nicloti conquistou a simpatia do público, pois foi eleita por ele como uma das dez finalistas, e depois, pelos jurados, como a ganhadora. Ela concorrerá ao título de Miss Universo (1º de Junho, Equador), em segundo lugar ficou Iara Coelho, Miss Minas Gerais, que participará do Miss Mundo e a paranaense Grasielli Massafera,ficou em terceiro lugar e disputará o título de Miss Beleza Internacional.

Para a socióloga e professora da UNISANTA Heloísa Maria Prieto Silveira, o concurso de Miss Brasil já não tem mais o mesmo impacto dos anos dourados na sociedade. Segundo ela, hoje em dia a mulher busca sua própria identidade. “A mulher não quer mais ser chamada de ‘objeto’, ela quer ter uma profissão, conquistar seu espaço através do seu trabalho e talento profissional. Não precisa mais ficar em casa sonhando com sua noite de Cinderela (concurso de miss), que antigamente era uma das poucas maneiras de conquistar um lugar na sociedade”.

Heloísa acha que ainda existem garotas com esse sonho, tanto que o concurso sobrevive até hoje, 50 anos depois, mas tudo em menor escala. Ainda assim, as garotas que participam destes concursos, atualmente, têm outras profissões, estão cursando ou já se formaram na faculdade. “Mesmo assim, algumas mulheres ainda se preocupem em ter o modelo de beleza imposto pela sociedade, e para isso fazem implantes de silicone, por exemplo, pois hoje em dia a modelo que não tem peito não é nada”, completa a socióloga.

No concurso deste ano, pelo menos 15 das 27 candidatas já passaram por alguma cirurgia de correção ou implante, inclusive a vencedora do concurso, Fabiane, que, aos 19 anos, já fez implante de silicone. Isso antigamente era proibido pela organização do concurso.

Os principais requisitos para quem quer participar do concurso de Miss Brasil são: ser brasileira e residir no país; ter entre 18 e 25 anos; não ser e nunca ter sido casada e nem ter filhos, e nunca ter sido fotografada ou filmada totalmente nua. Quem desrespeitar essas regras pode ser desclassificada ou mesmo perder o título, como aconteceu com a ex-Big Brother Josiane Oliveira, que perdeu o título de Miss Brasil após descobrirem que ela havia sido casada.

Duplicidade de concursos – Este ano foram realizados dois concursos de Miss Brasil no mesmo mês: um apresentado pela Bandeirantes, no dia 15 de abril, no qual a gaúcha Fabiane foi a vencedora, e outro no dia 7 de abril, em Brasília, organizado pelo produtor de eventos e diretor do site Miss Brazil, Danilo D´Ávila. Transmitido pela CNT (Central Nacional de Televisão), elegeu a Miss Rio de Janeiro, Renata Ribeiro, como a Miss Brasil 2004. Ela representará o país no Miss Globo Internacional.

Segundo Rafael D’Ávila, que é um dos organizadores do site e do concurso, que ocorreu em Brasília, sua empresa é a mais tradicional na organização do Miss Brasil, pois realizava o concurso na época em que era transmitido na TV Tupi. “Nosso evento é reconhecido como oficial pelo Governo Federal, por isso ele sempre acontece em Brasília”, diz ele.



Outras reportagens do caderno Geralis:

O estresse da vida de motoboy
A festa indígena de Bertioga
EDUCAR, para educar
Como escolher o nome de seus filhos?


 

 


destaques

Online WAP

Conheça agora mesmo o UNISANTA Online WAPOs destaques da programação cultural da baixada santista e as manchetes da edição web estão no UNISANTA Online WAP, o primeiro portal de notícias universitário disponível para dispositivos móveis.
Leia mais

 

Poucas e Boas

 

Fomos lá...

Conheça o portal para o mundo da comunicação

Sua chance de encontrar um lugar ao sol

 

No campus

Em Dia com a UNISANTA
As últimas novidades da universidade em informes elaborados pela Assessoria de Comunicação da Universidade Santa Cecília.

Vozes de Santos
Projeto idelizado pelo renomado jornalista Gilberto Dimenstein junto à UNISANTA: venha ouvir as vozes de uma comunidade através de seus personagens, capazes de ensinar pela sua própria experiência de vida. 

Portocidade
Uma viagem inesquecível pelos cinco séculos da cidade de Santos.

Benedicto Calixto
Conheça agora mesmo a belíssima Pinacoteca Benedicto Calixto, cuja sede é um casarão do início do século restaurado e conservado como um dos últimos exemplares das moradias dos barões do café.

Primeiro Texto
Conheça o informe elaborado por alunos do segundo ano de Jornalismo da Universidade Santa Cecília.

Sala 426
Conheça a revista eletrônica Sala 426, recheada de reportagens dos alunos do terceiro ano do curso de Jornalismo da UNISANTA.

SIBi UNISANTA
Consulte pela Internet o acervo do Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Santa Cecília.

Proler-BS
Página do núcleo regional do Programa Nacional de Incentivo à Leitura, sediado na UNISANTA.

Santa Teen
As últimas notícias do Colégio Santa Cecília.

 

Navegação

 

Online UNISANTA
Online UNISANTA
- Jornal Laboratório da Faculdade de Artes e Comunicação da Universidade Santa Cecília (FaAC)
Correspondência: Online UNISANTA - Rua Oswaldo Cruz, 266 - Boqueirão - Santos - SP. Correio eletrônico: online@unisanta.br
© 1994-2004 Universidade Santa Cecília - Todos os direitos reservados.
As matérias publicadas são de inteira responsabilidade dos alunos-repórteres, sob a coordenação dos respectivos
professores-orientadores - não representando, portanto, a opinião da Universidade.